SEJA BEM VINDO!

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Música: Atração e mensagens para as crianças.PARTE 2



1. Fatores de harmonização das expectativas.

A partir do que constatamos até agora, apresentamos algumas sugestões para tornar o momento de cânticos interessante, atraindo a atenção das crianças.

a) O professor deve ser um “verdadeiro adorador”.

Você não pode exigir que as crianças tenham atitudes de adorador se você mesmo não tem. Envolva-se na adoração e, mesmo sendo cânticos infantis, utilize-os na sua vida de adoração diária. Busque uma vida de adoração. Isso vale para os demais membros da sua equipe de louvor. Os instrumentistas também devem encarar o período de cânticos como um momento de adoração e não de apresentação. O clima de adoração deve partir de você para alcançar o coração das crianças.

b) Os cânticos devem falar primeiro ao seu coração.

As crianças não vão ser tocadas, se você não for tocado primeiro. Veja se a mensagem do cântico fala ao seu coração. Se for um cântico de louvor, você deve ser capaz de louvar com ele. Se for um cântico de ensino, você deve ser ensinado por ele. As crianças devem perceber que o cântico é importante para você e aí se tornará importante para elas também. Conte alguma experiência sua sobre o cântico. Abra o seu coração às crianças e deixe-as saberem o quanto os cânticos são importantes para você.

c) Encare os cânticos com seriedade.

Se você não considera o momento de cânticos como algo sério, as crianças também não considerarão. Pelas suas atitudes, elas perceberão o que você pensa deste momento. Concentre-se no que você está fazendo. Leve a sua equipe a fazer isso também. Os músicos devem estar compenetrados no louvor. Mesmo os demais adultos que estiverem presentes, devem participar como se fosse para eles. Não deixe adultos conversarem durante este período. Não é a hora do professor dar uma última lida na lição ou organizar os lápis e as tesouras para o trabalho manual. É a hora de todos juntos louvarem ao Senhor. Se há gestos, todos fazem os gestos. Se for para ficar em pé, todos ficam em pé. Assim as crianças perceberão que é um momento muito importante e sério na presença de Deus.

d) Escolha cânticos adequados às crianças.

Observe bem a letra do cântico. Veja se ela tem algo a ver com as crianças e com a lição bíblica que você tem para aquele dia. Observe a música, se é adequada à idade das crianças. Coloque os cânticos em uma seqüência lógica para que faça sentido o que você está cantando. Não deixe para escolher as músicas na última hora. Não deixe para as crianças escolherem os cânticos. De vez em quando até pode ser, porém as crianças devem entender que é você quem dirige o período de cânticos.

e) Prepare-se melhor para o período de cânticos.

Escolha os cânticos, confeccione os visuais, saiba cantá-los, ensaie com os instrumentistas ou com o play-back e tenha tudo sob controle. Veja se os visuais estão na ordem, se o retroprojetor está funcionando ou se o microfone está ligado antes de começar. Não deixe parecer um período desorganizado. As crianças devem sentir que, apesar de divertido e prazeroso, é um período de reverência na presença de Deus.

f) Use visuais criativos e bonitos.

Cartazes rasgados, letras mal escritas na transparência, figuras mal feitas tiram todo o brilho do seu momento de cânticos. Renove os seus visuais. Conserve-os. Não deixe as crianças manusearem. Se forem feitos em transparência para retroprojetor, faça-os coloridos e chamativos. Se forem feitos no computador, perceba se estão bem visíveis. Treine a pessoa que vai ajudá-lo a segurar os cartazes, a colocar as transparências no retroprojetor ou comandar o data-show.

g) Apresente os cânticos novos de forma criativa e interessante.

Conte uma experiência interessante sobre o cântico. Deixe um fantoche apresentar o cântico. Lembre-se de que a primeira vez que a criança ouvir o cântico, vai marcá-la para sempre. Apresente o cântico com tudo o que tem direito para que ela tenha uma boa impressão da música e sinta vontade de aprendê-la.

h) Fique atento às novidades.

Não despreze as novidades. Paulo diz para examinar tudo e reter o que é bom. Examine as novidades que tem no mercado e utilize-as da melhor forma. Perceba o que está na moda e tente adaptar a sua realidade. Não utilize algo se não tiver significado para você ou para as crianças, porém lembre-se que nem tudo o que é novo, é sempre ruim.

i) Não despreze um cântico por ele ser antigo.

Lembre-se que mesmo que um cântico pareça antigo porque você o conhece desde criança, ele pode ser novo para as crianças. Aliás, todos os cânticos são novos para as crianças, pois elas estão começando sua vida agora. Elas não se lembram de dez, vinte ou trinta anos atrás, porque elas não viveram naquela época. Assim como as crianças de todas as gerações gostam de cantar músicas como “Marcha Soldado”, “Atirei o Pau no Gato”, entre outras, elas também sempre vão gostar de cantar “Pare!”, “Deus é Bom pra Mim!”, “Mesmo Que Eu Não Marche”, etc.

j) Dê roupa nova a cânticos antigos.

Às vezes, um cântico antigo precisa de uma roupa nova. Um arranjo musical diferente, com um ritmo mais animado. Um visual novo, com figuras interessantes. Uma coreografia com gestos diversificados. Aquele cântico que parecia fadado ao esquecimento, pode tornar-se vivo de novo e abençoar a vida das crianças.

k) Esforce-se para que as crianças tenham um louvor equiparado ao dos adultos.

Como é o período de louvor na sua igreja para os adultos, assim deveria ser para as crianças também. Se a sua igreja tem vários instrumentistas para tocar para os adultos, não se contente em cantar a capela. Encoraje os instrumentistas da igreja a tocarem para as crianças também. Mostre a eles que é um investimento na vida das crianças. Exponha a importância das crianças cantarem e desafie-os a ajudarem você neste ministério. Apenas tome cuidado em orientá-los de como deve ser o som para as crianças. Os instrumentos nunca devem estar com o volume muito alto, nem serem tocados de forma agressiva. Eles devem acompanhar as crianças e não encobri-las. Sempre deve haver um instrumento que reforce a melodia, pois isso é importante para as crianças. Quem canta, deve fazê-lo com a voz mais natural possível e se houver microfones, estes devem estar em um volume adequado ao ambiente, de forma que as crianças consigam ouvir o que estão cantando.

l) Anime as crianças a estudarem música.

Se o gosto musical de suas crianças lhe parece duvidoso, anime-as a estudarem música. Infelizmente, o ensino de música nas escolas hoje é precário e as crianças ficam à mercê do mercado musical, que nem sempre é o melhor para elas. Incentive a igreja a ter uma escola de música, que ensine as crianças a tocarem vários instrumentos, desde os eruditos aos populares. Veja se não há alguém para montar um programa de musicalização infantil na igreja. Isso vai expandir o horizonte das crianças, aumentar-lhes o conhecimento de música e ampliar o seu gosto musical.

0 comentários:

 

Total de visualizações de página

Related Posts with Thumbnails

Pequeninos de Jesus Copyright © 2009 Flower Garden is Designed by Ipietoon for Blogger Template Gallery Flower Image by Dapino